:

Enquete: Like Our New Look?

Do you like our new Vivvo look & feel?
Home | Mensagens do Dia | INIMIGOS DO AMOR

INIMIGOS DO AMOR

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image

“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine.” 1 Coríntios 13:1

 

 

Houve uma vez um dia terrível no mundo em que o Ódio, rei de todas as maldades, convocou para uma reunião urgente os piores sentimentos e os desejos mais perversos do coração humano.

Todos concorreram ávidos por saber qual era o motivo da convocação. Então o Ódio falou para todos:

- Mandei chamar vocês porque desejo com todas as minhas forças matar alguém.

Os assistentes não estranharam muito, pois era o Ódio quem estava falando e sempre queria cometer algum crime. No entanto, perguntavam-se quem seria tão difícil de aniquilar que necessitaria de todos juntos.

- Quero que matem o Amor – revelou.

Muitos sorriram maldosamente, porque mais de um desejava fazê-lo. O primeiro voluntário a se oferecer foi o mau caráter:

- Eu irei, e prometo a vocês que, em um ano, o Amor estará morto. Semearei tanta discórdia, tanta ira, que ele não suportará.

Ao final de um ano, reuniram-se outra vez e, ao escutar o Mau Caráter, ficaram decepcionados.

- Sinto muito, tentei de tudo, mas cada vez que eu provocava discórdia, o Amor a superava e seguia adiante – confessou.

Foi então quando, muito diligente, ofereceu-se a Ambição, que fazendo alarde de seu poder, prometeu:

- Desviarei a atenção do Amor para o desejo de riqueza e poder. Não poderá resistir a isso.

A Ambição atacou a sua vítima que, a princípio, caiu ferida. Mas em seguida, conseguiu renunciar ao desejo transbordado de poder, e novamente triunfou.

Furioso pelo fracasso da Ambição, o Ódio enviou o Ciúme que, mentiroso e perverso, inventou todo o tipo de artimanhas e situações para confundi-lo mediante dúvidas e suspeitas infundadas. Mas o Amor demonstrou uma vez mais toda a sua valentia e o venceu.

Ano após ano, o Ódio persistiu na luta, enviando os seus ferinos companheiros: a Frialdade, o Egoísmo, a Indiferença, a Pobreza, a Doença e muitos outros que fracassaram, porque quando o Amor se sentia desfalecer, recuperava as forças e superava tudo.

Convencido de que o Amor era invencível, o Ódio, resignado. Disse a todos que era impossível derrotá-lo.

De repente, de um canto do salão, levantou-se um convidado pouco conhecido, que se vestia completamente de negro e levava um chapéu gigante que lhe ocultava o rosto. Seu aspecto era funesto, como a morte.

- Eu matarei o Amor – afirmou categórico.

Todos se perguntavam que era aquele que prometia executar o que nenhum havia podido fazer.

- Então – disse-lhe o Ódio – vá e faça.

Depois de certo tempo, o Ódio voltou a convocar  todos para comunicar-lhe que, felizmente, o Amor havia sido vencido.

- Aqui lhes entrego o Amor. Está morto e destroçado. E sem dizer mais nada, a figura do chapéu negro virou-se para partir.

- Espere – perguntou-lhe o Ódio. – Quem é você?

Pela primeira vez mostrou seu rosto e respondeu:

- Sou a rotina.

Extraído e adaptado do livro: “Histórias que fazem bem”

 

Na nossa vida é assim, quando não fazemos as coisas de coração, nos entregando a rituais mecânicos, estamos dando oportunidade à rotina de nos derrotar, pois ela tem o poder de tirar a beleza e a emoção do “agora”.

 Quantas pessoas são vencidas pelo fato de se deixarem levar pelo sentimento de insatisfação e deste modo, fazendo as coisas por fazer, por sua necessidade de cumprir mais uma tarefa. Relacionamentos que caem na mesmice, trabalhos que não se aprimoram, pessoas que se acostumam com o médio, não buscam a excelência e se acomodam na zona de conforto. Estas estão fadadas a verem o amor ser vencido pela mediocridade, porque deixaram o medo ou a preguiça dominá-los para que não tentassem algo diferente.

A bíblia nos exorta a fazermos tudo com amor como se estivéssemos fazendo para o Senhor. Devemos aproveitar todos os dias como se fosse o único, sempre abrindo um espaço à criatividade, dando valor ao momento presente e com contentamento tendo expectativa de novidades boas e agradáveis!

O salmista nos incita a fazermos como ele que declara no salmo 118:24 “Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele.”

 Portanto, que você possa iniciar os seus dias com este sentimento de prazer, por ser mais um dia em que o senhor te apresenta com situações às vezes até corriqueiras, mas com o sabor de novo! DO

 

Encorajando-te com amor, Leiner Mara.

 

Adicionar para: Add to your del.icio.us del.icio.us | Digg this story Digg

Comentários (1 postado):

marta uka on 22/10/2010 20:12:19
avatar
meu Deus!!! jamais pensei que o amor fosse derrotado assim, misericórdia. saiamos da rotina em nome de Jesus!!!!!!!!!!!1
0
total: 1 | mostrando: 1 - 1

Poste seu comentário comment

Entre o código que você vê na imagem:

  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
Tags
Nenhuma tag para este artigo
Vote neste artigo
0
Copyright ©2012 - http://chamadafinal.net/portal/ - Todos os Direitos Reservados
Powered by
MEGAWEB