:

Enquete: Like Our New Look?

Do you like our new Vivvo look & feel?
Home | Variedades | 21% dos judeus jovens acreditam que Jesus é o Filho de Deus

21% dos judeus jovens acreditam que Jesus é o Filho de Deus

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image

Estudo também aponta que milenares veem espiritualidade de outra maneira

 

 

 

21% dos judeus jovens acreditam que Jesus é o Filho de Deus

Estudo também aponta que milenares veem espiritualidade de outra maneira

 

 

 

 

21% dos judeus jovens acreditam que Jesus é o Filho de Deus

Maior colônia de judeus fora de Israel, os Estados Unidos – com 6 milhões de judeus professos – têm grande influência política e econômica na Terra Santa. Uma pesquisa feita pelo Instituto Barna somente com judeus nascidos entre 1984 e 1999, os chamados ‘millenials’ ou ‘geração Y’, trouxe revelações surpreendentes nas questões espirituais desse grupo.

Um percentual considerado elevado desses jovens judeus americanos disse acreditar que Jesus é o Filho de Deus. A pergunta proposta pelo Barna é “você acredita que Jesus era Deus na forma humana que viveu entre as pessoas no primeiro século?”. Vinte e um por cento dos entrevistados respondeu afirmativamente, embora não acreditem que isso os impede de continuar sendo judeus.


Outros 28% dizem que Jesus é “um rabino ou líder espiritual, mas não Deus”. Curiosamente, 42% dos entrevistados disseram que comemoram o Natal.

Oitenta por cento se considera uma “pessoa espiritualizada” e cerca de um terço acredita que “Deus deseja ter uma relação pessoal conosco”.

A pesquisa foi encomendada pelo grupo evangelístico Jews for Jesus, mas o grupo Barna, afirma que foi “o único responsável pela coleta, análise e compilação dos dados do relatório”.


estudo completo, intitulado “Milennial jews: crenças e comportamentos que moldam os judeus jovens na América”, conclui que a nova geração é muito mais propensa a considerar-se “espiritual” e possui mais interesse na fé e na espiritualidade do que seus pais.

Alguns dos resultados surpreenderam Ari Kelman, professor de Estudos Judaicos, na Universidade de Stanford, EUA. Ele afirmou: “Nós sabemos que a religião está mudando, sabemos que os parâmetros da identidade estão mudando, então por que esperar que as novas gerações fazem exatamente o mesmo que as anteriores?”


Kelman admitiu, porém, ver com desconfiança o fato de a pesquisa ter sido encomendada pelo Jews for Jesus, conhecido grupo missionário focado na evangelização de judeus. Contudo, afirma que as credenciais do Grupo Barna são muito boas.

Susan Perlman, diretora de comunicações da Jews for Jesus, disse que a pesquisa lhes deu “muita esperança”. “Esta é uma geração mais espiritual, que está disposta a debater se Jesus é o Messias ou não. Tudo o que podemos pedir a eles é uma mente aberta para se envolver com a Bíblia, se envolver com a cultura e considerar outras possibilidades”, enfatizou.

A divulgação da pesquisa não foi bem recebida em Israel. O jornal Jerusalem Post lembra que o movimento de “judeus messiânicos” não tem o mesmo reconhecimento no país. A publicação lembra que existem apenas cerca de 125 mil desses “judeus crentes em Jesus como Messias”, dentre os 14 milhões e meio de judeus do mundo. Com informações CBN

Fonte:Gospelprime

Adicionar para: Add to your del.icio.us del.icio.us | Digg this story Digg

Comentários (0 postado):

total: | mostrando:

Poste seu comentário comment

Entre o código que você vê na imagem:

  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
Tags
Nenhuma tag para este artigo
Vote neste artigo
0
Copyright ©2012 - http://chamadafinal.net/portal/ - Todos os Direitos Reservados
Powered by
MEGAWEB