:

Enquete: Like Our New Look?

Do you like our new Vivvo look & feel?
Home | Variedades | ESTUDO CIENTÍFICO APONTA QUE É IMPOSSÍVEL DETERMINAR GENE GAY ATRAVÉS DO DNA

ESTUDO CIENTÍFICO APONTA QUE É IMPOSSÍVEL DETERMINAR GENE GAY ATRAVÉS DO DNA

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image

Os resultados de um estudo sugerem que a homoafetividade não pode ser diretamente atribuída a um “gene gay”, mas depende bastante de uma variedade de fatores, incluindo as influências ambientais e sociais. O estudo surge como uma frustração para ativistas gays que há muito alegavam que a homoafetividade e orientações são causadas principalmente por fatores

 

 

 

 

ESTUDO CIENTÍFICO APONTA QUE É IMPOSSÍVEL DETERMINAR GENE GAY ATRAVÉS DO DNA 

Noticia Gospel Estudo científico aponta que é impossível determinar gene gay através do DNA

Os resultados de um estudo científico exaustivo publicado no início deste ano sugerem que a homoafetividade não pode ser diretamente atribuída a um “gene gay”, mas depende bastante de uma variedade de fatores, incluindo as influências ambientais e sociais.

O estudo surge como uma frustração para ativistas gays que há muito alegavam que a homoafetividade e orientações são causadas principalmente por fatores genéticos anormais. A argumentação desses ativistas é a de que os indivíduos herdam um “gene gay” e que, portanto, as torna incapazes de apreciar os casamentos tradicionais.

Os resultados científicos foram publicados durante a Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Chicago. Durante o encontro, Michael Bailey, da Universidade Northwestern anunciou que os resultados completos da pesquisa sugerem que a genética por si só não determina a orientação.

Em sua pesquisa, Bailey e outros cientistas examinaram o DNA de 400 homens que se descrevem como homossexuais. Em última análise, os pesquisadores concluíram que a homoafetividade não pode ser atribuída a genes específicos, segundo informou o Noticias Cristiana.

Os resultados mostram que é impossível prever com precisão o comportamento de uma pessoa através da análise de seu DNA. Alan Sanders, professor da Universidade de Northwestern que liderou o estudo, confirmou que a teoria do “gene gay” é, em grande parte, infundada.

-Nós não acreditamos que a genética seja toda a história – afirmou Sanders, segundo o The Telegraph.

Bryan Fischer da American Family Association comentou o resultado obtido pelos cientistas, afirmando que o estudo demonstra que o comportamento gay é, em última análise, uma escolha individual.

- Se as pessoas não são biologicamente predeterminadas a seguir o estilo de vida gay, então a mudança é possível, como um fato científico. Isto leva a uma simples verdade impressionante: há esperança para o gay – concluiu Fischer.

Com Informações de Gospel Prime | Divulgação: Noticias Gospel

Adicionar para: Add to your del.icio.us del.icio.us | Digg this story Digg

Comentários (0 postado):

total: | mostrando:

Poste seu comentário comment

Entre o código que você vê na imagem:

  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
Tags
Nenhuma tag para este artigo
Vote neste artigo
0
Copyright ©2012 - http://chamadafinal.net/portal/ - Todos os Direitos Reservados
Powered by
MEGAWEB